"VOCÊS, TAMBÉM, COMO PEDRAS VIVAS, DEIXEM QUE DEUS OS USE NA CONSTRUÇÃO DE UM TEMPLO ESPIRITUAL ONDE VOCÊS SERVIRÃO COMO SACERDOTES DEDICADOS A DEUS. E ISSO PARA QUE, POR MEIO DE JESUS CRISTO, OFEREÇAM SACRIFÍCIOS QUE DEUS ACEITE." 1Pe 2:5

20 abril 2012

PANORAMA GERAL DA BÍBLIA

Trabalho da disciplina de Bibliologia do Curso de Bacharel em Teologia, pelo SETEB.




A importância de se obter uma visão panorâmica das Escrituras e como é possível perceber a unidade das Escrituras através desta visão e em que aspectos.

Em um curso de teologia os princípios e padrões bíblicos são à base dos nossos estudos, então como estudantes de teologia e futuros teólogos, devemos ter um bom entendimento e conhecermos bem as Escrituras.
A Bíblia é um livro único, ela é a biblioteca divina, e nos exige uma inspiração divina dada pelo Espírito Santo para termos um melhor entendimento de suas mensagens.
Ela foi escrita em um período de 1.600 anos por mais de 40 escritores usados por Deus, homens estes de diferentes origens e estilos de vida incluindo reis, pessoas rústicas, filósofos, pescadores, poetas e etc. E foi escrita em diferentes lugares como no deserto, em prisões, palácio, e em diferentes idiomas, em Hebraico e Aramaico no AT e Grego no NT. A Bíblia é inspirada por Deus, que deve ser obedecida, que não tem erros, é suficiente e clara e necessária, ela é o “manual do cristão”.
Para termos uma visão da Bíblia devemos estudá-la, aí veremos que ela é:
• Reveladora;
• Removedora;
• Restauradora;
• Recordadora;
• Contendedora;
• Refinadora; e
• Revitalizadora.
Nós devemos confiar na Bíblia porque ela é a Palavra de Deus, viva e eficaz:
“Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas” Hb 4:12-13.
Ela nos santifica, traz à felicidade pessoal, crescimento espiritual, ela tem o poder divino, nos direciona no sobrenatural, nos conforta. Nós devemos crer e confiar na Bíblia pelas seguintes razões:
• Ela é a Verdade;
• Jesus Cristo disse para confiarmos nela;
• Os seus escritores testificaram que ela é a Palavra de Deus;
• Ela tem uma unidade incrível;
• Suas profecias se cumpriram se cumprem e irão se cumprir;
• É cientificamente correta;
• É arqueologicamente verídica; e
• Permanece através das eras;
Quando estudamos as Escrituras vemos que ela é Cristocêntrica, ou seja, Jesus Cristo é o tema central da Bíblia, no caminho de Emaús Lucas nos diz que “E, começando por Moisés, discorrendo, por todos os Profetas, expunha-lhes o que a Seu respeito constava em todas as Escrituras” (24:27)
No decorrer dos estudos da Palavra vemos que as profecias e promessas do AT foram cumpridas no NT, e se cumprem até os dias de hoje. Devemos ter uma visão cronológica e histórica das Escrituras para termos um verdadeiro entendimento:
• Criação dos céus e a terra, Gn 1:1; 2Pe 3:6;
• 1ª rebelião de Satanás, Is 14:12-14; Ez 28;
• A terra preparada para o homem, Gn 1:2 e 2:3;
• A liderança do 1º Adão, Gn 2:4-25;
• O sujeito a Satanás, Gn 3;
• O juízo de toda humanidade, Gn 4-10;
• Construção da Torre de Babel, Gn 11;
• Israel chamada como nação, Gn 12;
• Primeira vinda de Jesus Cristo, Mt, Mc, Lc e Jo;
• O Ministério de Jesus Cristo, Mt, Mc, Lc e Jo;
• A Igreja é chamada a sair, Atos;
• A Igreja é chamada ao alto, 1Ts 4:13-18; 1Co15:50-58;
• Ministério do anticristo, 2Ts 2:1-12; Ap 6-16;
• Segunda vinda de Jesus Cristo, Ap 9:11-19;
• Israel reunida como nação, Mt 24:29-31;
• Destruição das organizações de Babilônia, Ap 17-18;
• O juízo de toda humanidade, Mt 25:31-46;
• Satanás é sujeitado a Cristo, Ap 20:1-3;
• A liderança do último Adão, Ap 20:4;
• A terra aperfeiçoada para o homem, Is 60:66;
• A rebelião final de Satanás, Ap 20:7-10; e
• Criação de um novo céu e uma nova terra, Ap 21-22.


CONCLUSÃO
Portanto devemos conhecer a Bíblia em sua totalidade, não em partes. Devemos obedecer a Palavra em seu contexto completo, não apenas o Novo Testamento, nem apenas o Antigo Testamento. A Bíblia se completa e responde, porém devemos ter cuidado ao estudarmos a Palavra, pois lembra-se que a Palavra também contém fatores históricos, ou seja, existem partes que são relatos de cultura, assim, contextualiza a própria Palavra e existem situações das tradições que Jesus veio dar o verdadeiro sentido (veja Mateus cap. 5, 6 e 7), porém em momento algum Jesus mudou a Lei: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir” Mt 5:17. Assim vemos que Jesus veio dar o verdadeiro sentido da Lei e da Palavra.

Um comentário: